Organização LGBT quer forçar professores a abandonar o uso das palavras “meninos” e “meninas”

A organização LGBT Stonewall, sediada na Inglaterra, soltou uma recomendação às escolas inglesas para que não mais usem palavras e pronomes que indiquem o gênero das pessoas.

Como revelou o jornal The Telegraph, o grupo diz que “é desnecessário dizer meninos e meninas ao se referir a alunos de todos os gêneros, você poderia, em vez disso, dizer ‘learners’ [alunos, de forma genérica].” E continua:

“Evite dividir os alunos por gênero, seja na sala de aula (você pode dividi-los pela cor favorita, mês de nascimento ou outra coisa) ou por meio de uniforme, atividades esportivas ou outros aspectos da vida escolar.”

A famigerada ideologia de gênero está por trás dessa recomendação; para os adeptos de tal teoria, a linguagem que distingue os gêneros masculino e feminino é ofensiva aos que não se sentem identificados com um ou com outro.

Outra demanda que a Stonewall faz é que as escolas permitam a entrada de meninos em banheiros femininos e vice-versa, de acordo com o gênero com que se sintam melhor identificados.

Um porta-voz da organização comentou que “muito orgulhoso de todo o nosso trabalho de apoio às escolas para criar ambientes de apoio e inclusivos que ajudam todos a se sentirem aceitos pelo que são.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: